segunda-feira, 31 de julho de 2017

Terço e seus mistérios

No início,
resistência,
comodismo,
desconhecimento.
Mesmo assim,
já ao final do primeiro dia de oração me grupo,
a leveza de espírito pode ser notada,
os efeitos na pulsação são perceptíveis.
Como num procedimento de semeadura,
resultados vão surgindo aos poucos.
Folhas e frutos,
assim como tudo na vida,
requerem tempo para o corolário,
período de crescimento e fortalecimento das raízes.
No exercício da oração em grupo,
a luz dos céus vai penetrando sutilmente,
chegando às profundezas da alma.
O coração,
como uma terra sedenta recebendo a água da chuva,
é preenchido intensamente pelo Espírito Santo.
Depois de pouco tempo,
pequenas mudanças de hábitos.
O que era somente um terço semanal,
agora tem uma frequência maior ao longo dos dias.
E o Rosário,
que antes ficava somente em casa,
passa a ser levado no bolso em todos os lugares,
não somente reservado aos momentos de oração.
Trabalho, ambientes variados do cotidiano...
Por todos os lados o terço me acompanha.
No coração, uma fé que só aumenta a cada dia.
Sentimentos de leveza,
amadurecimento espiritual.
Aumento da intimidade com Maria e seu Filho: piedade.
Em circunstâncias variadas,
o sentimento de acolhimento,
tal como uma criança correndo aos braços de uma mãe.
Nos momentos difíceis,
a crença na intercessão de Nossa Senhora aos céus,
com a mediação junto à Santíssima Trindade.
Mudança na forma de lidar com os fatos inexplicáveis da vida:
mais serenidade e aceitação.
Incrementam-se a percepção e o entendimento maior de que a tudo exista um propósito maior,
e quão pequenos somos diante das forças e projetos do Pai.
Lágrimas ganham maior nobreza.
Dores perdem intensidade perante uma anestesia espiritual.
Ao longo dos cinco mistérios,
súplicas vão ganhando outra notoriedade,
e ao que antes eram pedidos mais pessoais,
agora se transformam numa prece mais fraterna.
Exorta-se mais para os outros.
No coração, na parte fria e mais fechada,
o gelo começa a ter um processo de derretimento,
e um despojamento e abertura vão se formando.
Inimigos e pedras do caminho,
antes motivos de raiva e fúria,
tornam-se pequenos,
e passam a estar inclusos nas intenções...
Nas críticas e julgamentos alheios,
um novo olhar,
agora de misericórdia.
...
Nossa Senhora,
vós que conheceis nossas misérias e fraquezas da alma,
mantenha-nos perseverantes,
intercedendo por todos nós.

Divagações

Há um sentimento vagando por aí... Verbalizado nos mais extrovertidos. Ofuscado de distintas formas,  sobretudo nos âmagos mais fechado...