sábado, 29 de julho de 2017

Entusiasmo

No vasto céu do sertão,
um coração aberto às estrelas.
Pensamentos evasivos.
Pelo clarão da madrugada,
estrelas parecem se aproximar.
Voando como um pássaro,
reflexões buscam a nova estação.
Desejoso de novo caminho,
o coração anseia novos direcionamentos.
Contendas, reflexões...
Pudessem os pés caminhar sempre por trilhas corretas.
Pudessem os olhos enxergar verdades nas obscuras entrelinhas.
Pudessem as asas voarem sem se atreverem aos riscos.
Pudesse o barco descer o rio sem enfrentar corredeiras.
Pudesse o coração amar sem se ferir.
Pudesse o aprendizado não ser fruto do esforço, da dor.
Pudesse mesmo?
Que sentido teria a vida?
Por que motivo existiria a luta?
Que sabor teria a vitória?
De que valeriam as conquistas?
Que razões teriam as pessoas para melhorem?

Divagações

Há um sentimento vagando por aí... Verbalizado nos mais extrovertidos. Ofuscado de distintas formas,  sobretudo nos âmagos mais fechado...